12 de abr de 2012

Anything Disney comenta sobre as musicas de Miley

Anything Disney comentou sobre o próximo álbum de Miley, dando alguns novos detalhes e ainda fez uma crítica construtiva. Confira a tradução abaixo:
Post de discursão: A edição das músicas de Miley
Então, o tema que estaremos conversando? Se por algum motivo você optou por não ler o título deste post, ou se as grandes letras em negrito te distrairam, este será um post sobre a música de Miley. Não, nós não estamos falando de Meet Miley Cyrus, Breakout, The Time Of Our Lives, ou Can’t Be Tamed. É especialmente tempo de avançar de Can’t Be Tamed. Deixe-o ir. Agora, vamos discutir o rumo de seu próximo álbum…
Em primeiro lugar eu gostaria de começar dizendo isto: POP? Novamente?
Agora eu provavelmente deveria esclarecer o tipo de pop que eu sou tão obviamente contra. Tenho certeza que todos nós temos ouvido de algumas fontes ~ ou de boca em boca ~ que a nossa princesa adorável está querendo ir em uma direção específica com seu próximo álbum… Muito parecido com o de duas conhecidas e bem sucedidas cantoras. A direção que eu, pessoalmente, não aprecio muito ao vê-la indo, especificamente porque:
A) Miley disse inúmeras vezes durante sua época de Can’t Be Tamed que ela não queria que seu próximo álbum fosse um álbum “Pop”. (Se você não entendeu o tipo de pop que ela quis dizer, ligue o rádio ou olhe no top 10 no iTunes e você vai entender a dica.)
B) Nós todos sabemos que a sua imagem Can’t Be Tamed não passou bem na mídia e eu não acho que nenhum de nós está aqui para ser tão crucificado como ela foi… e ainda é.
Party In The USA, obviamente, trouxe muito mais popularidade e crescimento no que diz respeito à carreira de Miley na música. Mas no final eu sinto que foi uma bênção e uma maldição para ela. Uma bênção porque… Quem não ama PITUSA? Quero dizer, vamos ser reais. Mas é uma maldição porque, obviamente, era uma direção que ela não pretendia seguir e sua gravadora claramente aproveitou o sucesso da música porque ela teve que voltar e regravar a maior parte de Can’t Be Tamed para ajustar à uma imagem Pop .
Ora, todos sabemos o tipo de música que Miley escuta, o que ela gosta, o que ela não gosta, etc… Podemos prevê-la sem ela ter de dizer qualquer coisa a si mesma. Tenho certeza que você poderia a perguntar quão superiores, impecáveis e muito talentosos são o One Direction… ou inferiores, vira-latas e inúteis são o The Wanted, e a menos que Noah fale sobre qualquer um dos referidos grupos, Miley e sua modernidade…
Miley não é Britney. Não é Christina. Não é Beyoncé. Não é Katy Perry. Não é Gaga. Ela não é Rihanna. Ela não é uma Diva. Ela não é qualquer uma dessas mulheres. Eu não estou jogando sombra em tudo, porque… em primeiro lugar, todos nós sabemos o quanto eu amo Christina e eu não iria humilhar a minha rainha, e em segundo todas essas mulheres são de enorme sucesso em seu próprio direito. O que estou dizendo é… Eu não entendo porque as pessoas escolhem categorizá-la entre essas mulheres, ou mesmo querem que ela esteja em determinada categoria ou se envolver em uma área, quando não é dela, baseados em que todos nós sabemos que a mídia é 50 vezes mais difícil para Miley do que para qualquer de seus pares. Mais importante ainda, não é o que Miley quer.
Apenas … Pense em como “You’re Gonna Make Me Lonesome When You Go” foi criticamente avaliada.
Pense em canções como The Driveway, Two More Lonely People, Two More Lonely People, Obsessed, etc
Então, pense em como “Can’t Be Tamed” foi criticamente abatido, sobre como ela só chamou a atenção negativa daquele álbum por causa de duas canções que fizeram sua imagem.
Devo dizer que eu não me oponho a música pop que ela está fazendo. É só que eu não quero que ela caia mesmo lugar de apenas liberar música sem sentido só porque é cativante e que vende, porque ela não vai ser elogiada por isso. Quero dizer, a menos que seja PITUSA parte dois, isso não vai acontecer. Ela tem talento e “Lonesome” provou isso. Ela deve mostrar seu talento e provar às pessoas que ela realmente pode cantar.
Créditos:Mcyrus

0 HM comentarios:

Postar um comentário