17 de abr de 2013

Confira a matéria da Miley na Capricho de Março/2013


Click to view full size image
A revista CAPRICHO escolheu Miley Cyrus para estampar a capa da sua primeira quinzena de Março. Essa edição conta com uma entrevista exclusiva com ela.
Nós transcrevemos-a e você pode conferir abaixo. Lembrando que você não pode se esquecer de comprar a sua!
Há boatos de que você disse que teria 47 casamentos. Que história é essa?
Fiz uma piada no programa da Ellen Degeneres sobre o meu pai dizer que eu casaria várias vezes. E aí eu disse: “Parece que vou ter 47 casamentos”. Mas o pior nem foi isso. A Ellen levou strippers e fez minha despedida de solteiro no palco. Assim que voltei para casa, avisei: “Liam, não assista a Ellen amanhã. Um cara colocou a bunda no meu nariz”. (risos)
Mas você curtiu a despedida?
Nem consegui me divertir porque só pensava que todos iam assistir, até a minha avó! Aqueles caras musculosos vestindo uniforme de mecânico, arrancando a jaqueta, jogando dinheiro na minha cara… Um deles era bem bonitinho, pena que não era o que estava com a bunda na minha cara! (risos) Foi tão engraçado.
Então não vai rolar ter strippers na sua despedida de solteira?
Ai, não, é muito mico. E um cara que se acha sexy sem camisa não é gato, sabe? Que tipo de garoto decide ser stripper? Eu cheguei em casa e o Liam falou: “Todo mundo está tuitando fotos de você e esses strippers”. E eu falei: “É, eles eram os caras de Thunder from Down Under” (show australiano de strippers que rola nos EUA). Zoei porque minha mãe chama o Liam e o irmão dele assim, de brincadeira. Mas ele levou a sério: “Não eram, não! Eles eram australianos?” E eu: “Liam, eu NÃO falei com os strippers”. (risos)
Você mudou radicalmente o cabelo. Já rolou algum arrependimento?
Não. Quando cortei, eu senti como se estivesse vestida de um jeito mais limpo, mais moderno. Eu tinha um estilo hippie com um cabelo bem longo. Se esse cabelo fosse bonito, tudo bem, mas era falso, era tudo aplique, então não tive tanto medo de cortar porque foi só soltar alguns clipes. Agora, acho até assustador pensar em deixar ele crescer.
O mundo todo parou para falar do seu novo look. Como você se sentiu?
Sabia que seria assim porque as pessoas acham que toda garota sexy tem cabelos compridos. Não tem nada a ver! Ter a coragem de cortar seu cabelo te faz mais bonita porque você obviamente não é tão insegura.
O que inspirou essa mudança?
Eu tenho uma amiga cantora, a Stacy, que tem o cabelo raspado. Ela me disse: “Dê sua cara a tapa”. Quando ouvi aquilo, pensei: “É o que eu quero”. Essa sou eu. Muitas garotas se escondem atrás do cabelo quando estão nervosas. Com o cabelo curto, não rola isso. Me sinto livre!
Dizem que, quando cortamos o cabelo, começamos uma nova vida. É isso?
Com certeza! Eu me sinto assim, como se as pessoas me conhecessem melhor só de me olhar. Dá para ter uma ideia mesmo de quem eu sou, mais do que quando eu tinha cabelos compridos. Acho que você precisa se livrar do que te prende em quem você não é!
Você é uma garota tão segura e corajosa. Tem algo que te dá medo?
Subir em lugares que são muito altos. Morro de medo de cair!
Você é a diva de muitas meninas. Quais foram seus primeiros ídolos?
Nunca vou esquecer a primeira vez que comprei CDs: um da Britney Spears, porque minha irmã mais velha achava legal, e outro do Blink-182, porque era censurado. Eu me sentia demais chegando na escola com aquele álbum! (risos) Na parede do meu quarto, tinha fotos da Britney e da Hilary Duff. Em cima da minha cama, tinha um pôster do Metallica – porque eu dividia o quarto com meu irmão mais novo e ele morria de medo ao olhar aquilo! Tinha também várias fotos loucas, estilo Tim Burton (o diretor de Noiva Cadáver). Eu era estranha, mas minha mãe quis fazer de mim uma bonequinha norte-americana.
Você cresceu no mundo da fama. Como conseguiu não perder a linha?
Nunca coloquei muita pressão em mim. Eu sempre vou ser eu mesma, cometer erros, e tomar atitudes que as pessoas não vão aprovar. O problema é se forçar a ser um exemplo. quando você finalmente fica consigo mesma, enlouquece porque teve que ser correta a vida inteira. Sei que é o meu coração que deve inspirar as pessoas, e não o que eu faço ou deixo de fazer.
Que características melhor definem sua personalidade?
Às vezes, sou sincera demais. Não quero dizer que sou grossa. É que não sei fingir. Mas sempre consigo dizer o que considero certo. Sou muito boa em falar com as pessoas. Também gosto quando as pessoas são honestas comigo. Se estou feia, quero que você me diga que estou feia. Se eu tenho bafo, me diga que eu tenho bafo! Assim eu não passo vergonha.
            
Credits to MCyrus.com.

0 HM comentarios:

Postar um comentário